Spread the love

Osnei Okumoto reassume oficialmente o cargo de auxiliar da Saúde do Distrito Federal. A nomeação foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta sexta-feira (18/9). Ele volta à ofício após a exoneração de Francisco de Araújo, encarcerado na cirurgia Falso Vão, que investiga irregularidades na compra de testes para a covid-19.

Osnei esteve à frente da Saúde a partir de o início do diretor Ibaneis Rocha (MDB) e foi exonerado em março de 2020. A partir de por isso, ele atuava como diretor-presidente da Consolidação Hemocentro de Brasília.

Cirurgia Falso Vão

Além de Francisco de Araújo, na última segunda-feira (14/9), o cabeça do executivo local exonerou Eduardo Hage, Ramon Santana, Eduardo Pojo, Iohan Struck, Erika Mesquita e Emanuel Sepulcro. Todos ex-integrantes da domo da Secretaria de Saúde.

De acordo com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), o prejuízo causado pelo suspeita superfaturamento de produtos adquiridos pela carteira é superior a R$ 18 milhões.

As investigações do MPDFT apontam que a carteira comprou testes para perceber covid-19 em volume maior que era capaz de adaptar. Em uma conversa telefônica a que o órgão teve acesso, uma servidora vinculada à Farmácia Central afirma que faltavam espaços físicos para armazenar os testes, uma vez que a Secretaria de Saúde comprava melhor do que utilizava.

De acordo com a denúncia da Procuradoria-Geral de Justiça do DF e dos promotores do Grupo de Desempenho Sui generis de Batalha ao Crime Providenciado (Gaeco), os processos de compra tiveram justificativas que não levaram em conta especificações técnicos e científicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You may also like