Spread the love

Auxiliar municipal de Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado, afirmou nesta sexta-feira (18), que a municipalidade está tentando dificultar a reabertura do Ginásio Militar. De responsabilidade do Aglomeração Brasileiro, o ginásio anunciou que as atividades presenciais precisam voltar na próxima segunda-feira (21).

“Estamos ábdito dos métodos para reabrir academia. Tivemos conversa com o Ginásio Militar e eles estão irredutíveis, porém a PBH vai ingerir as atitudes para que a volta não aconteça”, afirmou o auxiliar.

O Enviados de Choque à Epidemia da COVID-19 avalia que a volta às aulas é um perigo para a proliferação do novo coronavírus, e que a controvérsia precisa ser aprofundada com os sindicatos e a Secretaria de Pedagogia.

“A vida é mais fundamental que qualquer exercício. A volta das escolas amplifica os riscas. Uma criança que infecta vai ser morte de indivíduo de outra família ”, defendeu Jackson.

IndicadoresUsado pela municipalidade para orientar as atitudes de flexibilização da economia, os indicadores continuam na coloração verde, o que significa que a município possui tratado os afazeres importantes para o controle da enfermidade respiratória.

Se comparado o boletim epidemiológico e ajudador publicado pela PBH todos os dias, o algarismo médio de transmissão por eivado nessa quinta-feira (17) subiu pouco em correlação ao datado que quarta (16): de 0,95 para 0,97.

Já a invasão de leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) subiu ligeiramente de 44,4% para 44,7%. As enfermarias, no entanto, tiveram queda na uso, de 39,2% para 37,7%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You may also like