Spread the love

A Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa) autorizou, nesta sexta-feira (18/9), a ampliamento de mais um pesquisa de vacina em oposição a a covid-19. Desta vez, a candidata norte-americana BNT162 com RNA anti-viral, da empresa Pfizer-Whyeth, passou pelo exame da agência e terá o dobro de integrantes para os testes, podendo montar com candidatos a começar por 16 anos.

Os testes estão sendo realizados na Bahia e em São Paulo e, com a incremento, contam com mil voluntários em cada um dos estados. Antes, apenas indivíduos acima de 18 anos estavam autorizados a integrar. A abaixo-assinado de ampliamento foi feita pelo laboratório Pfizer-Wyeth, encarregado pelo progresso da vacina.

Outras candidatas

De acordo com a Anvisa, ” pedidos para a ampliamento do algarismo de voluntários, entre outras modificações, são comuns em testes clínicos”. Esta é a segunda oscilação autorizada pela agência em correlação à candidata da Pfizer-Wyeth. Em 8 de setembro, a abaixo-assinado foi para aprovação de mais um local de construção para a vacina asneira.

Esta semana, a candidata de Oxford similarmente recebeu apoio para diminuir o algarismo de testados e aumentar a banda etária, inclusive idosos acima de 69 anos. A vacina criada pela farmacêutica AstraZeneca dobrará o algarismo de voluntários, passando de 5 mil para 10 mil integrantes. Além disso, os testes passam a ser realizados, similarmente, no Rio Grande do Norte e no Rio Grande do Sul, além de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You may also like